[Pré-venda] Conselhos Populares e Contra Hegemonia: a participação dos trabalhadores na política brasileira (1979-1991)

José Henrique Singolano Néspoli

Preço normal R$ 45,50

[Pré-venda] O livro chega na editora dia 29/11

 

Sumário

 

Prefácio | Julio Hideyshi Okumura

Apresentação

Introdução

 

 

PARTE I | A emergência dos conselhos

 

Capítulo 1: Crise de hegemonia e emergência da luta pelos conselhos no Brasil

 

Capítulo 2: Ascenso do movimento de trabalhadores e projeto contra hegemônico

                                                                                      

 

PARTE II | Os conselhos como projeto contra hegemônico

 

Capítulo 3: Democracia, conselhos e socialismo no pensamento político petista

 

Capítulo 4: Conselhos e participação de trabalhadores na estratégia democrático-popular

 

 

PARTE III | Os conselhos na era da globalização neoliberal

 

Capítulo 5: Revolução passiva, hegemonia neoliberal e transformações na luta pela participação popular

 

Considerações finais

Referências

 

__

O período da chamada redemocratização do Brasil é um dos mais vibrantes da história do país. O refluxo da ditatura no final dos anos 1970 e nos anos 1980 levou muitos analistas a acreditarem que o Brasil acertaria as contas com nossa história. Porém, hoje é mais fácil perceber que este refluxo foi muito breve e esta pequena abertura histórica rapidamente iria se fechar.

As eleições indiretas do presidente Tancredo-Sarney, as manobras do centrão na Constituinte, a eleição manipulada de Collor, a ampla articulação para a eleição de Fernando Henrique Cardoso rapidamente fecharam novamente o circuito, numa transição sem rupturas com a ditadura. Não fizemos uma verdadeira reforma agrária, Bolsonaro não foi condenado nos anos 1980, os militares não foram julgados pelos seus crimes, tal como na Argentina e no Chile. Nesses países a ditadura não pode ser evocada em hipótese alguma, e aqui os militares foram chamados novamente para botar ordem na casa.

Mas a tentativa de redemocratização do Brasil obviamente passava pela tentativa de construção de novas formas de exercício da política, e aqui era inescapável lutar pela criação de conselhos e formas de poder popular.

O livro de José Henrique Néspoli traz uma contribuição fundamental para uma melhor compreensão das possibilidades e limites dos conselhos criados no Brasil dos anos 1980. Novo sindicalismo, fóruns em defesa da saúde e da escola pública, associações de luta por moradia, ressurgimento do movimento negro, movimentos de luta pela terra, criação de escolas próprias dos movimentos sociais fizeram o Brasil dar uma “chacoalhada”. Um balanço dessa experiência histórica era fundamental, e o pesquisador Néspoli nos brinda com sua análise cuidadosa do fenômeno dos conselhos populares.

__

Tamanho do livro: 14,8x21cm

349 páginas

Ano de lançamento: 2021