Cozinha é lugar de mulher? A divisão sexual do trabalho em cozinhas profissionais

Bianca Briguglio

Preço normal R$ 50,00

[O livro chega na editora dia 15/06]

 

Sumário

 

Prefácio

Apresentação

Metodologia de pesquisa

O desafio do recorte

Trabalho de campo

 

Capítulo 1 - De onde vêm os/as cozinheiros/as?

Histórico da profissão

O nascimento do restaurante

A importância da gastronomia francesa

Os/as cozinheiros/as no Brasil

Os restaurantes a partir dos anos 2000

 

Capítulo 2 – O trabalho dos/as cozinheiros/as

Dom e Paixão: o ethos

As ocupações e os processos de trabalho na cozinha

Chef

Cozinheiro/a

Auxiliar de cozinha

As condições de trabalho

Jornada de trabalho

Assédio

 

Capítulo 3 – Formação e Qualificação Profissional

Os cursos de Gastronomia

Formação profissional nas cozinhas

Os estágios

 

Capítulo 4 - Cozinha é lugar de mulher?

A divisão sexual do trabalho

Cozinha quente, cozinha fria: trabalho

de homem, trabalho de mulher

Mixidade no trabalho

 

Capítulo 5 – Ser mulher, trabalhar e ter família

E para trabalhar à noite em São Paulo?

“Além de ser mulher, negra”

Cidinha Santiago

Benê Ricardo

 

Capítulo 6 – Para além das brigadas: o trabalho por conta própria

(Pequenos/as) Proprietários/as

Daniel

Samira

Mariana

Serviços de alimentação

Consultorias

As plataformas digitais

Considerações Finais

____

Bianca Briguglio é doutora em Ciências Sociais pela Unicamp (2020), mestre em Ciências Sociais na Educação também pela Unicamp (2013) e graduada em Ciências Sociais pela USP (2007). Realizou estágio doutoral junto ao grupo Genre, Travail, Mobilités (GTM) do Centre de Recherches Sociologiques et Politiques de Paris (CRESPPA), que é vinculado ao Centre National de la Recherche Scientifique (CNRS). Pesquisa os temas da Sociologia do Trabalho, Divisão Sexual do Trabalho, Relações de Gênero e Formação Profissional.. Publicou artigos, ensaios e resenhas sobre trabalho e relações de gênero em livros e revistas científicas. É co-organizadora dos dossiês “Trabalhos essenciais: definições, disputas e experiências no contexto da Pandemia” (2022) e “Aventura Coletiva: a influência de Danièle Kergoat e Helena Hirata nos estudos do trabalho e na luta feminista no Brasil” (2021). Atualmente integra o Labor Movens - Grupo de Estudos e Pesquisas sobre Condições de Trabalho no Turismo.

 ____

Ano de lançamento: 2022

Tamanho: 16x23 cm

286 páginas

ISBN: 978-65-86620-91-7