[PDF] Acumulação do Capital, Infância e Adolescência: um estudo sobre ser criança no capitalismo

Camila Gibin Melo

Preço normal R$ 15,00

Questionando certezas que rondam o conceito, os debates e as práticas com crianças e adolescentes enquanto “sujeitos de direitos”, este livro obriga a/o leitor/a a sair das caixas tão bem embaladas na “igualdade formal generalizada da infância” disposta no Estatuto da Criança e do Adolescente e, por isso mesmo, provoca e emociona. Afinal, a perspectiva da proteção integral – com recorrente interpretação atrelada à normativa jurídica – possibilita efetivar direitos humanos de crianças e adolescentes, num horizonte emancipatório? Mesmo que se reconheça um avanço histórico na proteção jurídica desses sujeitos, uma legislação elaborada nos contornos da reprodução da sociabilidade capitalista e do não reconhecimento das opressões, violências e violações contra filhas e filhos da classe trabalhadora, constitutivas de sua estrutura, não acaba contribuindo para reforçar a acumulação própria desse sistema? Estas são questões fundantes da pesquisa e análise, conduzidas pela autora com coerência e consistência teórica, política e militante. Sem deixar de refletir sobre resistências empreendidas por esses sujeitos contra as violências sofridas, o estudo captura a retirada da história e da classe no conteúdo do discurso protetivo, assim como denuncia o crescimento do “mercado filantrópico da infância”, no interior da “indústria da proteção integral’”, materializados na privatização das políticas públicas, no desmantelamento de lutas sociais e na precarização do trabalho e das/os trabalhadoras/res. Constituindo verdadeira apreensão e expressão da perspectiva crítica assumida hegemonicamente pelo Serviço Social, é leitura obrigatória para todas as pessoas, das diferentes áreas, que estão no trabalho cotidiano, na pesquisa e na militância dos direitos humanos de crianças e adolescentes na perspectiva emancipatória. Enfim, esta obra vem para “des-vendar” e mobilizar bons afetos na direção de um outro projeto de sociedade, não sendo possível passar indiferente por ela. Sem dúvida, aqui está um marco histórico nos estudos sobre infâncias e adolescências brasileiras! - Eunice Teresinha Fávero

---

Sumário

Apresentação | Givanildo Manoel

1. Introdução
1.1 Do Feixinho de Ideias
1.2 As Cenas dos Próximos Capítulos

2. Diagnóstico da situação da infância e de sua captura por uma agenda liberal
2.1 O Movimento Social em Defesa da Infância no Brasil e Algumas Primeiras Reflexões sobre a Legalização da Infância
2.2 Os/As Filhos/as do Reformismo Brasileiro: Alguns Dados sobre a Situação da Infância e da Juventude Pós-Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA)

3. Acumulação do capital e infância
3.1 A Assim Chamada Acumulação Primitiva e a Infância
3.2 Acumulação do Capital e Juventude
3.3 Acumulação, Imperialismo e Infância
3.4 O Reverso: as Experiências de uma Infância Contra-Hegemônica

4. Acumulação do capitalista e infância na formação social e econômica brasileira
4.1 Breves Apontamentos sobre a Formação Social, Econômica e Política do Brasil
4.2 Infância e Juventude na Acumulação Originária do Capital Brasileiro
4.3 Eugenismo, Repressão e Infância na Formação da República Brasileira
4.4 Infância: Questão de Segurança Nacional

5. Crianças e adolescentes como “novos” sujeitos de direitos neoliberais: análises à luz da contribuição da crítica marxista do direito
5.1 Capitalismo e Infância: Sujeito/Objeto de Direito
5.2 A “Legalização da Infância” e a Indústria da Proteção Integral: uma Atualização à Acumulação do Capitalismo Contemporâneo Brasileiro

6. Considerações finais

Referências

---

Ano de lançamento: 2023
301 páginas
Tamanho: 16x23 cm
ISBN: 978-65-85404-09-9