Cooperativas e transição socialista: a experiência das cooperativas não agropecuárias em Cuba

André Moulin Dardengo

Preço normal R$ 45,00

O livro: Cooperativas e Transição Socialista: a experiência das cooperativas não agropecuárias em Cuba, é uma excelente contribuição contemporânea comprometida, desde uma perspectiva marxista, com o contínuo aprofundando dos debates da construção do socialismo. Avalia diferenças entre cooperativas como expressão de organização coletiva produtiva no desenvolvimento da socialização socialista e cooperativas como expressão da acumulação capitalista.

Contem temas medulares para qualquer transformação contemporânea a favor da justiça social. Coloca e reivindica o debate da transição socialista, muitas vezes subestimado e relegado com a intenção de minimizar as complexidades do processo de transformação social uma vez que se toma o poder político a favor da maioria. O autor coloca o problema do subdesenvolvimento como ponto de partida relevante e o relaciona com a convivência de formas de propriedade na construção do socialismo. Concentra-se na forma cooperativa de propriedade sem descuidar que ela é parte de um sistema que serve de base à construção de novas relações sociais de produção socialista.  

Cuba, como caso de estudo, sintetiza uma experiência concreta e prática de construção do socialismo durante mais de 60 anos nos séculos XX e XXI. O autor examina rigorosamente o cooperativismo na transição socialista cubana, especialmente na etapa de atualização do modelo de desenvolvimento socialista cubano (2011-2019). Aprofunda nas cooperativas não agropecuárias, sua evolução conceitual e legal, sua implementação e avaliação. Para isso, analisa todo o processo de implementação de 2012 até 2019 no que se refere às cooperativas não agropecuárias, que alcançam mais de 431 organizações baseadas nesta forma de propriedade, com mais de 18 mil sócios atuando em mais de 10 setores da economia nacional. A experiência apresentou contradições em sua fase experimental que foram corrigidas por mecanismos de avaliação permanente e de investigação teórico-prática, de forma que trabalhos como este são uma excelente contribuição marxista para a reflexão a respeito do processo de transição socialista cubano em curso.

Olga Pérez Soto – Faculdade de Economia – Universidade de La Habana


Sumário

 

Prefácio

Introdução

 

1 | PROPRIEDADE E TRANSIÇÃO SOCIALISTA

1.1 Introdução

1.2 Propriedade, produção e apropriação do excedente social

1.3 Das Formas de propriedade que precederam a produção capitalista à propriedade privada capitalista  

1.4 Transição socialista e a propriedade social       

1.5 As cooperativas na visão de Karl Marx

1.6 Notas conclusivas   

 

2 | TRANSIÇÃO SOCIALISTA CUBANA E O PAPEL DO COOPERATIVISMO

2.1 Introdução

2.2 Breve descrição do processo histórico da revolução cubana

2.3 Uma aproximação à história do cooperativismo em Cuba

2.4 Notas conclusivas   

 

3 | ATUALIZAÇÃO DO MODELO ECONÔMICO E SOCIAL CUBANO E O MARCO LEGAL DAS COOPERATIVAS NO AGROPECUARIAS

3.1 Introdução

3.2 As mudanças recentes: avançar na construção socialista mantendo as conquistas da revolução         

3.3 O marco legal das Cooperativas No Agropecuarias         

3.4 Notas conclusivas

 

4 | COOPERATIVAS NO AGROPECUARIAS: IMPLEMENTAÇÃO, DESEMPENHO E AVALIAÇÃO DE RESULTADOS

4.1 Introdução

4.2 A implementação das cooperativas no agropecuarias em Cuba

4.3 O desempenho econômico das cooperativas no agropecuarias em Cuba

4.4 Avaliação de resultados das Cooperativas no Agropecuarias: logros y malogros

4.5 Perspectivas para o futuro das Cooperativas no Agropecuarias

4.6 Notas conclusivas   

 

À guisa de conclusão

Referências      

Apêndice

Sobre o autor   

 

Tamanho: 16x23cm

307 páginas

Ano: 2021