Supremacia norte-americana e a gênese do poder global

Leandro Ramos Pereira

Preço normal R$ 48,50

Sumário

 

Prefácio | Osvaldo Coggiola

 

Introdução | Reformismo x imperialismo no pós-guerra: a problemática subjacente aos “Anos Dourados” do capitalismo

 

Parte I – Exposição e crítica ao debate

 

Capítulo 1 | O debate sobre a ordem internacional e o papel dos Estados Unidos na ascensão dos “Anos Dourados”

 

Capítulo 2 | O debate sobre a ordem internacional e o papel dos Estados Unidos na crise dos “Anos Dourados” do capitalismo

 

Parte II – Contribuição ao debate

 

Capítulo 3 | A construção do poder global estadunidense na “Era Dourada”

 

Capítulo 4 | A consolidação do poder global estadunidense na crise da “Era Dourada”

 

Considerações Finais | Imperialismo x reformismo no pós-guerra: por uma nova síntese sobre os “Anos Dourados” do capitalismo"

 

Referências

 

___

 A Conferência de Bretton Woods foi a conclusão de dois anos e meio de planejamento da reconstrução do pós-guerra pelos EUA e Inglaterra, buscando um sistema internacional de pagamentos que permitisse que o comércio progredisse sem o medo de desvalorizações monetárias repentinas ou flutuações selvagens das taxas de câmbio.

Na ausência de um mercado europeu forte para suas exportações, a economia dos EUA seria incapaz de sustentar a prosperidade que ela alcançara durante a guerra. (...). Sobre o que aconteceria a partir dessas premissas, a análise da dinâmica e contradições, finalmente mortais, do arcabouço econômico-financeiro construído em Bretton Woods, é questão com a qual fica a palavra para Leandro Ramos Pereira, nas páginas que seguem, no nosso entender as mais completas (abrangentes) e aprofundadas já escritas a respeito na academia brasileira

Osvaldo Coggiola (Professor Titular de História Contemporânea da USP)

 

Tendo como cerne analítico o “imperativo imperialista estadunidense no pós- -Guerra”, este livro tem o mérito de limpar o terreno das mistificações reformistas que envolvem o período dos “Anos Dourados”. Ao colocar no seu devido lugar a particularidade do imperialismo que se nutre do projeto global de poder dos Estados Unidos, a pesquisa de Leandro Pereira revela como tal dominação seria funcional para a reprodução do modo de produção capitalista como um todo.

A obra tem seu valor também por mostrar como que as sementes da transnacionalização e da crise estrutural do capital, que atingem pleno desenvolvimento em nossos dias, estavam plantadas com o complexo industrial militar que sustentou Bretton Woods e que cedeu algumas concessões sociais às economias centrais no imediato pós-Guerra. Assim, recomendamos com entusiasmo a leitura deste livro!

Fábio Campos (Professor do Instituto de Economia da Unicamp

 ___

Leandro Ramos Pereira é professor de Economia da Universidade AnhembiMorumbi. É doutor em Ciências Econômicas e mestre em Teoria Econômica pela Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP. Foi professor da Escola de Relações Internacionais da Fundação Getúlio Vargas (FGV RI), da Faculdade Paulista de Pesquisa e Ensino Superior (FAPPES) e foi professor-assistente na UNICAMP.

Desenvolve estudos nas áreas de Economia Brasileira, Desenvolvimento Socioeconômico, Macroeconomia, Economia Internacional, Economia Política e História Econômica. Suas pesquisas, artigos e trabalhos se debruçaram sobre os vínculos entre subdesenvolvimento e dependência, correlacionando a teoria econômica à problemática da formação social e aos imperativos das relações internacionais interestatais.

 

 

Ano de lançamento: 2022

Tamanho: 16x23cm

361 páginas